Assistência Social

Proteção Social Básica

A Proteção Social Básica é caracterizada como o conjunto de estratégias assistenciais voltadas à prevenção da vulnerabilidade e do risco social, visando ao desenvolvimento de potencialidades e ao fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, destinando-se àqueles que são fragilizados pela pobreza, pela privação de renda e por outras expressões da questão social.

Nesse âmbito, a Congregação de Nossa Senhora dedica-se ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças e adolescentes, indo ao encontro daquilo que postula o artigo 4º do Estatuto da Criança e do Adolescente:


“É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”.


Para tanto, mantém o Departamento Social Santa Júlia Billiart – uma iniciativa de caráter preventivo e proativo, em que as crianças e os adolescentes, bem como suas famílias, são estimulados ao convívio comunitário e familiar, ao desenvolvimento de potencialidades e à participação cidadã, por meio de projetos que compreendem os interesses e as necessidades da faixa etária abarcada entre 06 e 15 anos. Assim, busca contribuir com a transformação da realidade social.

 

Proteção Social Especial de Alta Complexidade

As instituições voltadas à Proteção Social Especial de Alta Complexidade visam garantir atendimento qualificado aos seus beneficiários, favorecendo também o convívio familiar e comunitário, além do desenvolvimento da autonomiaElas devem assegurar, ainda, a privacidade e o respeito aos costumes e às tradições, bem como aos ciclos de vida, aos arranjos familiares, às crenças religiosas, às origens étnicas e às orientações sexuais daqueles que coabitam nas residências que, inseridas na comunidade, priorizam condições de acessibilidade, habitabilidade, higiene, salubridade e segurança.

Nessa esfera, a Congregação de Nossa Senhora mantém três Instituições de Longa Permanência para Idosos. Localizadas no norte gaúcho, elas acolhem homens e mulheres, com diferentes graus de dependência, a partir dos 60 anos. Assim, contribui para a redução do número de idosos em situação de rua ou de abandono, negligência e violência familiar, garantindo-lhes os seus direitos sociais e a convivência comunitária, além de favorecer a manutenção da sua autonomia e a construção de vínculos afetivos.